Loading...

27 de outubro de 2009

Reflexão sobre artes

Zeami é um dos grandes nomes do teatro japonês. Atribui-se a ele a criação
do gênero Nô. Ao longo de sua vida, escreveu cerca de 200 Nô, dos quais a
metade ainda hoje é representada. O trecho que vem abaixo faz parte do texto teórico denominado "O espelho da flor", transmitido oralmente durante
décadas e publicado apenas em 1665, mais de duzentos anos após a morte do
autor e ator:
"Olhando as plantas em flor, perguntamo-nos: porque se simboliza por uma
flor todas as coisas do mundo? É pela sua existência efêmera que se gosta
delas, elas só florescem durante uma estação, são raras.
De igual modo, o Nô fala ao coração e suscita o interesse. A flor, o
interesse e a raridade, eis a maravilha do Nô.
Florir e murchar são inevitáveis: é o que torna as flores maravilhosas. O
encanto do Nô, a sua flor, encontra-se na virtude da mudança. O Nô nunca é
estático, transforma-se sem cessar, como a flor, e é esta mudança que o
torna tão raro.
No entanto, é necessário respeitar as suas regras e evitar a extravagância,
mesmo na demanda da raridade ou da novidade. Após todos os exercícios, no momento de apresentar um Nô, é preciso escolher de acordo com a situação. De entre todas as flores, só é verdadeiramente rara aquela que eclode no seu
quadro temporal. Do mesmo modo, se aprendestes bem as numerosas técnicas das artes, escolhereis adaptando-vos à época e ao público; será como uma flor na sua estação.
As flores de hoje são semelhantes às do ano passado. Assim, o Nô, mesmo
tendo já sido visto antes, ou inscrevendo-se num repertório importante,
retornará, após a passagem do tempo, igualmente raro."

27 de agosto de 2009

25 de agosto de 2009

Leitura e Cidadania
A leitura torna mais vasto o mundo de quem lê. Também desperta a sua imaginação e você ganha condições de aprender e desenvolver seu senso crítico e cultural. Quanto mais livros você lê, mais aumentam o prazer de ler, mais alegrias você terá com a leitura. Com isso, todos ganham, você, a sua familia, a sua comunidade e a sociedade em que você vive. Pelo Brasil afora, muita gente tem trabalhado para estimular a prática e o acesso ao livro a á leitura. Projetos, programas e ações que envolvem todos: governos, universidades, escolas, empresas, ONGs e os cidadãos. Todas as propostas fazem parte do Plano Nacional do Livro e Leitura - PNLL, do Ministério da Cultura. Um dos objetivos desse empreendimento é fazer funcionar bibliotecas públicas em todos os municípios brasileiros. È na biblioteca que você vai encontrar apoio para seu desenvolvimento pessoal e educação formal. Além disso, nesse espaço você vai poder conhecer sobre a herança cultural do seu povo, vai ter a oportunidade de tomar apreço pelas artes e pelas realizações da humanidade. Visite uma biblioteca, pergunte ao bibliotecário como é que ela funciona e como você pode ter livros emprestados. A biblioteca pública é de todos e para todos.
" E depois de quase morto
a gente enxerga tudo
com outros olhos, e muda
endireita o que era torto
ajeita o que era sem jeito
aceita o inaceitável
e só com o preconceito
se mantém intolerável! "
Familia Composta - Teatro - Domingos Pellegrini

O mundo em que vivemos está em constante mudança. As famílias tradicionais, com pais, mães, filhos e um casamento para a vida toda, estão passando a conviver com as chamadas famílias compostas, formadas por pais com filhos de mais de uma relação. Nesta peça, Domingos Pellegrini aborda um decisivo momento da vida de uma dessas familias modernas. Um momento marcado por decisões que podem mudar definitivamente a vida de todos os envolvidos.
Em família composta, o autor promove, de forma bem humorada, uma reflexão sobre a importância de se adaptar ás rápidas e profundas mudanças impostas pela sociedade e de estar preparado para se renovar, sem preconceitos e resistências, para uma convivência melhor. Com uma mistura de comédia de costumes com teatro de vanguarda, o texto faz com que o leitor ( ou expectador) ria de suas própias atitudes e, ao mesmo tempo, consiga se olhar criticamente e repensar a vida.

vídeos

Loading...

Flickr

Ocorreu um erro neste gadget